Fidel Castro renega o socialismo, condena o antisemitismo e ataca Ahmadinejad

Parece até pegadinha, mas a notícia é verdadeira...

O ditador cubano Fidel Castro, em entrevista concedida ao jornalista Jeffrey Goldberg, da revista americana The Atlantic Monthly, admitiu que "o modelo cubano não funciona mais", pois "o Estado tem um papel grande demais na vida econômica do país", e condenou o antisemitismo do líder iraniado Ahmadinejad.

Goldberg foi convidado pelo próprio Fidel, que se interessou por um artigo seu sobre as tensões entre Irã e Israel. "Os judeus tiveram uma vida muito mais dura do que a nossa. Não há nada que se compare ao Holocausto", afirmou Fidel Castro, que foi entrevistado pelo jornalista em Havana durante três dias.

Fonte:
http://g1.globo.com/mundo/noticia/2010/09/modelo-cubano-nao-funciona-mais-nem-mesmo-para-nos-diz-fidel.html